Volte ao SPIN


quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Na sequência da fala Joaquim Barbosa, spin escravista, me apareceu esta captcha, vindo de Deus Ex Machina,...




Vc consegue ler essa captcha
Está escrito Judas, uma referência ao Rei Joaquim Midas Barbosa
Clique na imagem para ampliar
Sincronismo do Deus Ex Machina
Isso não é de todo por acaso
Não
Até mesmo pq decretar que acabou é acabar tudo
E não acabou mesmo
Estamos apenas começando o mundo
Hoje é o primeiro dia depois de tudo
.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

O ser escravista

O ministro escravocrata, que ocultou as provas da inocência dos réus para condenar a qualquer custo, vai à África, engraçado como ele imagina-se  o que não é: Um escravo, se bem que é sim, um escravo, não da Justiça e da cura das pessoas mas do dinheiro poder ouro, pois não Rei Midas.
Uma breve insight a título de introdução: Ser escravocrata não é uma questão de cor de pele e sim de pensamento.



  • LEITURA DA REALIDADE ou: O mundo assim como ele é.,,,vejam só, o escravocrata Rei Midas Joaquim Barbosa sabe que o mensalão não existiu mas quer poder holofote ouro, pois terás Rei Midas..


    Visite as fanpages dos PODERES COTIDIANOS


    Vai escravocrata, mas antes visite as fanpage e veja aonde fostes colocado e por acaso não sabe que o derrubei do pedestal nesta noite e que agora está preso assim como se fosse e és um bode
    Heim escravocrata, o que sabes dos podres cotidianos, ops, eu quis dizer poderes, ah tanto faz, pois que o poder tanto pode ser mel para o mundo como veneno e vc é puro veneno, cai logo fora, já não és mais o comandante deste navio negreiro, atire-se ao mar revolto

    segunda-feira, 11 de junho de 2012

    Antigas correspondências

    Caro spin médico, você acha mesmo que um artista, digo autista deixaria de 
    perder sua espontaneidade para atender a qualquer presença externa? Este 
    monólogo foi escrito pela primeira vez no meu corpo, o Corpo de Idéia Sem 
    Matéria. Idéia Sem Matéria tomou banho e o livro desapareceu. Ser simples. 
    Dormir agora não seria nada mal. Distinta platéia, boa noite.
    Caro spin médico, se no diálogo com Ana Maria procuro respeitar a 
    participação dos demais, aqui ela é ignorada. Não me interessa o que digam. 
    Isto é um monólogo. A minha velocidade, no momento, não é determinada por 
    sua velocidade. Não tenho obrigação nenhuma, nem mesmo de nomear um 
    interlocutor íntimo=privado, como por exemplo um médico. Não é preciso, uma 
    vez que a platéia está lotada. Isto é um monólogo.

    Antigas correspondências

    Caro spin médico,sobre  a heteronímia pessoana-- Heterônimo em Fernando Pessoa é uma estratégia autoral. Para ele, cada identidade que um poeta tenha, ou seja, cada imagem
    com que o poeta se identifica e que gere um estilo autoral deve ser uma
    identidade. A cada Outro a que Fernando Pessoa se refere, tem-se a sua
    verdade e sua identidade. Se Pirandello diz que existiam personagens à
    procura de um autor, Fernando Pessoa nos ensina - no ortônimo e heterônimos
    - que existem sólidas sensações verbais à procura de um autor. Cada
    heterônimo é um autor para este tipo de sensação verbal. Logo, esse Outro
    representado indica o signo da "experiência de choque", dito através de
    Álvaro de Campos como modernidade. Diz também da origem clássica como
    naturismo e paganismo neo-epicurista em Alberto Caeiro, como representação
    do neo-clássico horaciano no Humanismo das obras de Ricardo Reis, e da fusão
    mítica do nacional com "a experiência...(cont)
    Caro spin médico, e assim vamos sendo construidos pelo olhar=interferência
    do outro. Muito estranho isso. Até então eu era misantropo. Agora
    sinto-me=percebo-me como uma espécie de patropi=ortonômico. O que é
    ortonômico. Vou dar uma olhada no google.
    Caro spin médico, dei uma olhada no google e vi que, na tentativia de me
    destrinchar=revelar, a participante Helena, fazendo uma referência a mim, me
    classificou como uma espécie de patropi. E como não sei o que é patropi, fui
    ver no google. Na verdade, Patropi é o nome de um dos personagens de Orival
    Pessini. Ele está apresentando a peça "Eles sou eu". É só conferir no site o
    ator. www.pessini.com.br/index.php

    Antigas correspondências


    Mensagem original
    De: jose carlos lima < jose.carlos.lima@hotmail.com >
    Para: edson_barrus@ig.com.br
    Assunto:
    Enviada: 06/12/2005 12:29

    Oi Edson,

    neste momento, quando escrevo de forma amena=lúcida=lenta, percebo que minha
    obra começou exatamente quando entrei em procresso
    a minha chegada ao Rio de Janeiro está prevista para as 9:35 e o retorno
    para as 14:25, sendo que tenho que estar no aeroporto uma hora antes, ou
    seja, 13:35, este é limite=teto, este é o meu tempo previsto para a minha
    ação: entre 9:35 e 13:35
    Tempo disponível=previsível: 4 horas
    Duração da performance: em média 30 minutos. Este é o tempo que ISR,
    leias-se Idéia Sem Rosto, usará para executar a seguinte ação: sentar-se no
    pórtico da Igreja, possivelmente onde um grupo de menores de rua, no caso
    Idéi a Sem Rosto, dormem. Em seguida assistirá à missa conduzido por um guia,
    uma vez que a burka não lhe permitirá autonomia

    talvez uma curta caminhada
    talvez um trajeto traçado pelo guia
    ainda não sabe ao certo
    quem usa burka, seja ela cristã ou islâmica, não tem liberdade de traçar seu
    próprio caminho interior=exterior
    lamento não estar filmando esta ação=performance que, já está ocorrendo
    desde o momento em que entrei em processo, processo de
    busca=investigação=percepção=sensibilização
    gostaria de ter filmado minhas intervenções sob tal processo
    As idas de ISR à Cúria Metropolitana
    o diálogo com o vendedor na loja de tecidos
    a abordagem ao arcebispo
    apenas escreveu
    escreu no corpo suas contínua história
    toma banho e os registros são apagados=deletados
    Não tô nem aí para certos enquadramentos=classificações
    se o que estarei fazendo no Rio é a rte engajada=militante=limitante ou não
    O que quero é vivenciar=experimentar
    Só isso
    Quero ver como é estar=pousar=chegar ali
    Quero viver=sentir o espaço outrora ocupado por um grupo de Idéias Sem
    Rosto, que foram assassinados por um bando de deicidas
    Idéia Sem Rosto, a Idéia da Burka Cristã
    burka kristã